Navigate / search

Ciao Julio

Nei giorni scorsi se n’è andato Julio Mares. Amico, docente e figura di riferimento del nostro Istituto che veniva a trovarci dal Brasile. Non ci sono molte parole per raccontare il nostro dolore che ci ha colto di sorpresa e allora abbiamo deciso di far parlare direttamente lui, prendendo alcune righe dal suo blog in brasiliano.

Ciao Julio.

O poema que transcrevo hoje é de autoria de João Carlos Almeida Peixoto, ex Deputado, “bon vivant” e excelente figura humana de uma das mais tradicionais famílias do Vale. João Carlos como verão a seguir é um poeta de recursos.

CONTEMPLAÇÃO

Amo o sol que ressurge no levante
E acorda a natureza tão fecunda.
Amo da lua o pálido semblante
Que em reflexo de luz a noite inunda.

Amo as flores de modo apaixonante,
Numa contemplação terna e profunda.
Amo também do mar a voz troante
Que ecoa pelo espaço que a circunda.

Amo a saudosa terra em que nasci,
Cercada por penedos milenares,
Como uma fortaleza que já vi.

E sendo um peregrino da esperança,
Amo no céu os trêmulos olhares
Das estrelas que trago na lembrança.

 

Print Friendly, PDF & Email

Leave a comment

name*

email* (not published)

website

Questo sito usa Akismet per ridurre lo spam. Scopri come i tuoi dati vengono elaborati.